Contraste de beleza e miséria

Contraste de beleza e miséria
Foto tirada pelo nobre amigo Alexandre Fleming e cedida gentilmente.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

A Matemática dos amantes.



No dia 25 de dezembro, tive a felicidade infelicidade de ser desligado de uma empresa do ramo de mineração, aqui no estado de Alagoas. Para mim foi tudo novo: A ansiedade e a preocupação de estar desempregado misturado com as dúvidas em relação a meus direitos e como seria a burocracia para que eu pudesse usufruir dos mesmos.

Entre as dúvidas e receios e das novas medidas adotadas pela nossa querida presidente (denta?!), fiquei um pouco confuso e amedrontado. Mas, óbvio, seria absurdo alguém que contribuiu por 14 anos ininterruptamente não obtivesse tal "regalia". 

Passado as festas e ano novo, fui a empresa no dia 05/01/2014. Recebi as contas e o FGTS. No dia 06/07/2014 fui a Maceió, no Prédio do SINE, que ficava (acho que estavam de mudança) vizinho a Estação do VLT. Mas o mesmo encontrava-se fechado, pois funcionava apenas pela manhã. Na parede um papel informava que estavam distribuindo apenas 20 fichas por dia (Nessa hora o que vem na mente é que você terá que passar por alguma humilhação para conseguir o que é seu por direito).

Tentando evitar humilhações e constrangimentos, e ciente que hoje tudo se resolve por meio da rede (internet), decidi pesquisar e achei o site da Superintendência Regional de Trabalho e Emprego - AL.  Por meio dele pude agendar minha visita para o dia 29/01/2015, às 15:50 horas.(Agendamento: LINK) 

No dia 22/01/2015, a TV Gazeta exibiu uma matéria falando sobre esse absurdo do SINE, onde pessoas tinham que dormir na fila para pegar uma ficha de atendimento (Veja a matéria aqui: LINK)

No dia 29/01/2015, as 15:20 horas, cheguei ao prédio de atendimento do Ministério do Trabalho. Situado na Rua do Livramento, nº 91, centro, Maceió-AL. O que não consegui entender foi a matemática utilizada no ambiente para atendimento ao público: Havia 10 guichês, sendo 09 com computadores e 01 ocupado com uma televisão para o público. Apenas 02 guichês estavam sendo utilizados para atendimento. Ou seja: Apesar de toda a deficiência mostrada na matéria da TV Gazeta, ainda assim, o Ministério do Trabalho estava operando apenas com 20% de sua capacidade. O que nos dá a entender que há um certo desdém em relação ao atendimento da população.

Realmente, a Matemática aplicada por nossos governantes sempre é inversa quando se trata da população. Adição e multiplicação para eles, subtração e divisão para o resto do povo.

Deixo abaixo, as fotos, para que cada um tire suas próprias conclusões.  




   






2 comentários:

  1. Respostas
    1. Demorou apenas 1 hora. Mas do dia que marquei para o dia de ser atendido foram 20 dias. Se o MT operasse com pelo menos 80% do seu pessoal essa espera poderia ser de 5 dias...

      Excluir